Dados digitais: a importância deste ativo para o seu negócio

Dados digitais: a importância deste ativo para o seu negócio

Publicado por nome do autor em data do post

Vivemos hoje na era da informação. Os dados digitais viajam em uma velocidade impressionante. Se antes aguardávamos dias por uma notícia do outro lado do mundo, hoje estamos a um clique. A transformação digital mudou nossa relação com negócios e pessoas. E as empresas mudaram junto.

A automação de processos trouxe outra realidade para o mercado corporativo. Sempre relacionada com a otimização do desempenho, ela também atua para a decisão estratégica. Afinal, os profissionais utilizam seu tempo para avaliar dados digitais e subsidiarem a tomada de decisões.

Com tantos impactos positivos para o negócio, a relação entre transformação digital, automação de processos e dados digitais é poderosa. Falamos um pouco mais sobre este último!

A transformação digital nos negócios

Uma pesquisa do SEBRAE apontou que inovação, criatividade, empatia e visão sustentável e holística do mundo são as principais características para ter sucesso como empreendedor nos próximos anos. Além disso, o empresário deverá unir soft skills (competências comportamentais) e hard skills (competências técnicas) a noções básicas de TI e tecnologias de comunicação.

As décadas que antecederam a transformação digital se basearam muito nos conhecimentos técnicos. Vimos uma grande ampliação do ensino superior como forma de capacitação dos profissionais. No entanto, com a automação de processos, outras habilidades passaram a dominar a cena.

Sem entrar no mérito das skills, chama a atenção a necessidade do entendimento sobre tecnologia. A evolução tecnológica agressiva pela qual passamos atinge diretamente serviços e produtos ofertados pelas empresas.

O setor de TI, antes considerado somente mais uma área, se torna fundamental para que a organização se mantenha competitiva no mercado. O empreendedor, antes meramente técnico, deve desempenhar hoje um papel inovador em todos os sentidos. Inclusive desvendando os desafios da transformação digital e aplicando as novas soluções tecnológicas.

E uma dessas soluções é exatamente colocar os dados digitais como protagonistas. Afinal, eles servem para a tomada de decisões estratégicas e para melhorar a experiência do cliente.

Dados digitais: Data is the new oil

Em 2017, o The Economist publicou uma história intitulada “O recurso mais valioso do mundo não é mais o petróleo, mas os dados“. Muitos especialistas acenderam o alerta, entendendo que poderia ser algo ruim. Mas é notável como o uso de dados digitais, aliado ao conhecimento técnico de profissionais, é fundamental.

Um exemplo simples publicado pela Harvard Medical School aborda a detecção do câncer de mama. O aprendizado de máquina teve 92% de precisão. Os patologistas humanos tiveram 96% precisos. Aliados, a precisão aumentou para 99,5%, quase a perfeição. Para isso, o acúmulo de uma enorme quantidade de dados digitais (Big Data) foi fundamental.

Na década de 1990, a NASA já utilizada o termo Big Data para se referir ao gigantesco volume de dados coletados nas operações.

Atualmente, o conceito já é utilizado para realizar análises e gerar insights para os negócios. Em outras palavras, a única saída é se tornar uma empresa mais orientada a dados digitais. Ou então aceitar que seu negócio não será competitivo no mercado.

Isso porque os dados digitais afetam diretamente as decisões estratégicas e o relacionamento com o cliente. De forma objetiva, eles definem seu sucesso ou fracasso.

Decisões estratégicas

Organizações de sucesso ao redor do mundo sabem que os dados digitais são centrais na tomada de decisões. E o motivo é simples. O Big Data permite o levantamento em tempo real de informações. Além disso, gera relatórios com insights para embasar cada decisão. Na prática, as ações cotidianas refletem os objetivos da empresa.

Podemos dizer que o Big Data é o retrato da transformação digital e da automação de processos de tomada de decisões. O gestor não depende mais de suas intuições para adotar uma estratégia. Ele apenas interpreta o que os dados digitais mostram.

E isso ajuda diretamente no planejamento estratégico de uma empresa. É possível obter informações de mercado, tendências, forças e fraquezas internas e externas. Com esses dados, o plano de médio e longo prazo é traçado de maneira mais assertiva. O resultado converge para um só cenário: a melhorias nas operações.

Claro que, para isso, é preciso fazer um uso inteligente do Big Data. A tecnologia de Business Intelligence se torna protagonista para coletar e tratar dados. Ela transforma dados digitais em informações relevantes que auxiliam nos processo de gestão. E isso pode ocorrer em todos os setores.

Sua empresa pode fazer um recorte específico para cada área, como relacionamento com o cliente. Assim, coletará dados para, por exemplo, analisar o comportamento do consumidor.

Relacionamento com o cliente otimizado

Considerando que os dados digitais influenciam em decisões estratégicas, é natural imaginar que podem otimizar a relação com clientes. Todo mundo está conectado à internet, e o fluxo de informações no ambiente digital é enorme. E, obedecendo a legislação brasileira, é possível coletar muitos dados valiosos dos usuários.

Em outras palavras, o Big Data possibilita atender melhor às necessidades dos clientes, oferecendo produtos e serviços mais ajustados a elas.

Além desse aspecto, os dados digitais podem servir de subsídio para automatizações e outras ações de um CRM e outras plataformas de serviço.

Como já pontuamos em outra oportunidade, o CRM é uma ferramenta fundamental para quem deseja ter uma boa gestão da carteira de clientes. Afinal, ela pode analisar as interações, antecipar necessidades e desejos, aumentar as vendas, personalizar campanhas e muito mais.

Trabalhar com dados digitais a seu favor é garantir de desenvolvimento do negócio. Uma organização só é bem sucedida quando toma decisões estratégicas em todas as áreas. Considerando que o foco no cliente é uma premissa para grandes empresas, o Big Data é um importante ativo também na relação com esses stakeholders.

Por isso, o trabalho da equipe de TI é crucial. Ela será responsável por encontrar as ferramentas corretas a serem abastecidas com o Big Data. É também quem monitora e otimiza o uso dos dados digitais. E se o relacionamento otimizado com o cliente é um fator relevante para se destacar frente à concorrência, uma delas deve envolver esse aspecto.

Afinal, a transformação digital melhora a experiência do cliente? Veja como!

Feras no assunto

Quando se trata de nuvens Salesforce, somos especialistas em conectar estratégia e agilidade em um só projeto.

Fale com um especialista